Invest in the Countryside of Portugal

o portal da ruralidade contemporânea

Marvão, a joia do Alto Alentejo

Conhecida por vila das três ruas ou pelo ninho das águias, Marvão não vale apenas pela beleza arquitetónica ou pela alvura das suas casas. Marvão é também uma vila que marca a agenda cultural do Alentejo. Do alto do seu castelo, mando erguer por D. Dinis e depois reforçado e restaurado por D. João IV, é possível abranger uma paisagem que, em dias de limpidez atmosférica, se estende a pontos tão distantes como Castelo Branco ou Estremoz. Se o património edificado e bem preservado, a malha urbana protegida por uma robusta muralha, são motivo suficiente para uma visita a agenda cultural de Marvão tornam esta vila de origem moura num local de incontornável visita na vasta região do Alentejo.
Nos últimos anos, o munícipio tem apostado em eventos diferenciadores. Merecem destaque a Feira da Castanha, as quinzenas gastronómicas, o Festival Islâmico Al Mossassa, - que pretende homenagear o fundador de Marvão, o guerreiro Ibn-Marúan - com recriações históricas, tasquinhas, teatro e música e ainda o Festival Internacional de Música de Marvão. O reconhecimento de Marvão como vila cultural atravessa fronteiras. Para breve estão previstos investimento na área turística, como o alojamento de qualidade e um campo de golfe. Marvão quer distinguir-se também como referência nos produtos agrícolas biológicos.
Marvão está inserida no Parque Natural de São Mamede, usufrui da frescura e da belezas proporcionadas pelo rio Sever – com praia fluvial – e da barragem da Apartadura, aberta à prática dos desportos náuticos e da pesca desportiva.
Uma vila para descobrir e com muito para contar desde que o mouro Maruan subiu às suas escarpas em 775.